Diferente do que vimos nos últimos anos, a venda de reprodutores não decolou e as médias de preço registradas declinaram nas principais leiloeiras do Brasil. A explicação está na combinação explosiva entre seca, crise políticoeconômica e virada do ciclo pecuário.

O resultado não poderia ser outro que a queda nas vendas e nos preços. Se em 2015, vimos touros comercializados a uma média entre R$ 10 e R$ 12 mil, no ano passado as médias mal passaram dos R$ 9 mil. Mas, ainda assim estão em patamares satisfatórios. 

Maurício Tonhá, proprietário da Estância Bahia Leilões já esperava um ano difícil. “A pecuária terminou com preço mais barato do que começou”, disse o empresário ainda no último mês de novembro. A Estância Bahia também amargou uma queda de 15% na comercialização de touros.

355 views