Detentor do maior rebanho do mundo, tudo que envolve a pecuária brasileira movimenta muita grana. Saiba que o mercado de receptoras fatura R$ 300.000.000,00 por ano. E não é por menos, pois dados da Sociedade Brasileira de Tecnologia de Embriões apontam que 450 mil dos 600 mil embriões produzidos no mundo são feitos no Brasil.

Uma receptora, hoje, custa cerca de R$ 3.000,00, mas seu preço normalmente acompanha a valorização da arroba do boi gordo. De acordo com levantamento da Scot Consultoria, o preço unitário  chega a equivaler a 21@ de boi gordo. O negócio anual de reprodução destinado a transferências de embriões e fertilizações in vitro é estimado em 100.000 barrigas de aluguel.

Segundo Eduardo Lima, diretor da Minerembryo, os criatórios de gado puro de origem (PO), principalmente aqueles que não exercem paralelamente a produção de carne ou leite, frearam um pouco os investimentos em 2016, em virtude da instabilidade econômica brasileira. Essa parcela de criadores é importante para este segmento e, normalmente, é composta por empresários cuja atividade principal está fora da pecuária.

131 views