-Blog PecNética- - Aqui o touro não é de boiada!

Receptoras movimentam 300 milhões de reais

Receptoras movimentam 300 milhões de reais

Detentor do maior rebanho do mundo, tudo que envolve a pecuária brasileira movimenta muita grana. Saiba que o mercado de receptoras fatura R$ 300.000.000,00 por ano. E não é por menos, pois dados da Sociedade Brasileira de Tecnologia de Embriões apontam que 450 mil dos 600 mil embriões produzidos no mundo são feitos no Brasil.

Uma receptora, hoje, custa cerca de R$ 3.000,00, mas seu preço normalmente acompanha a valorização da arroba do boi gordo. De acordo com levantamento da Scot Consultoria, o preço unitário  chega a equivaler a 21@ de boi gordo. O negócio anual de reprodução destinado a transferências de embriões e fertilizações in vitro é estimado em 100.000 barrigas de aluguel.

Segundo Eduardo Lima, diretor da Minerembryo, os criatórios de gado puro de origem (PO), principalmente aqueles que não exercem paralelamente a produção de carne ou leite, frearam um pouco os investimentos em 2016, em virtude da instabilidade econômica brasileira. Essa parcela de criadores é importante para este segmento e, normalmente, é composta por empresários cuja atividade principal está fora da pecuária.

Sustenta um pouco a produção de touros, para os quais os selecionadores também se utilizam desta tecnologia. Como as contas das fazendas de pecuária seletiva ficaram apertadas, além do fato de despesas como recursos humanos e nutrição animal não poderem ser muito enxugados, o sacrifício recaiu sobre a FIV.

Eduardo Lima estima o mercado de receptoras em 100.000 cabeças

Eduardo Lima estima o mercado de receptoras em 100.000 cabeças

Eduardo não mensura quanto foi a queda, mas antes de 2016, vinha de um movimento oposto, com crescimento de quase 10% na virada de 2015 para 2016. E como se fala que é na crise que se cresce, o empresário revelou novos modelos de negócios que surgiram no setor de receptoras e assim burlar a crise: a entrega de bezerros desmamados.

“Desta forma, o criador elimina toda a categoria de receptoras e economiza pasto, além de poupar mão de obra, estruturas da fazenda e, principalmente tempo, já que recebe os bezerros desmamados e com um ganho em peso estipulado em contrato.

Agora, a meta é expandir esse mercado e trabalhar para um 2017 mais positivo.

 

Fique à vontade para comentar este post