Sem critério, líder do ranking seria castrado

Sem critério, líder do ranking seria castrado

Calma, ávido leitor, não se espante. O título ácido é apenas para realimentar uma velha discussão. Agir por impulso do marketing no momento crucial da decisão por determinado touro ou sêmen pode ser insalubre. Critico o fato de ainda hoje prevalecer a cultura de que o campeão é sempre o melhor em tudo.

O receptáculo responsável por resolver todos os problemas de um rebanho ou plantel. Aliás, equívocos como esse descredenciaram a pista como exclusiva formadora de touros de central. Traçando paralelo com o futebol, um touro campeão seria como Neymar Jr. Um ótimo goleador, mas talvez menos defensor e não tão bom goleiro.

Ou seja, o jogador, mesmo aquele talento nato, não vence campeonato sozinho. Contribui para o time. O touro, por sua vez, contribui para o plantel. Então, quando optar por um bom reprodutor, tenha ciência de suas deps e, principalmente, aquilo que deseja corrigir, potencializar ou eliminar no rebanho.

1.348 views

Touro provado é a semente certificada da pecuária

Touro provado é a semente certificada da pecuária

Hoje, a agricultura é uma referência quando o assunto é adoção de tecnologia. Máquinas controladas via satélite, aplicativos de celular capazes de medir a fertilidade do solo, monitoramento rigoroso da meteorologia e dos fenômenos climáticos são algumas das ferramentas utilizadas para ajudar o agricultor a elevar a produtividade por hectare, uma métrica que aos poucos vem sendo adaptada à pecuária.

Entretanto, o principal fator que ajudou a revolucionar este setor é muito mais simples, se assim podemos definir, ou pelo menos mais fácil de explicar: a semente certificada. Desenvolvida em torno dos anos 1900 na Califórnia, nos Estados Unidos, segundo o engenheiro-agrônomo Rui Colvara Rosinha, elas passaram a ser difundidas com mais afinco no Brasil em 2003, através de um projeto elaborado pela Abrasem.

A iniciativa se mostrou assertiva e, atualmente, em torno de 80% do mercado agrícola só compra semente certificada. Isso porque os agricultores já assimilaram que apenas as sementes certificadas garantem origem, qualidade, segurança, resultado e levam inovação ao plantio. Já a grande maioria dos pecuaristas faz o contrário e aposta nas sementes de “milho de paiol”, ou seja, os touros ponta de boiada.

215 views

A intrigante busca pelo Novilho de Ouro

A intrigante busca pelo Novilho de Ouro

Eficiência produtiva é o novo mantra a quem depende da pecuária para sobreviver. A resposta para alcançá-la é simples, mas os meios podem ser um pouco tortuosos. Implica em uma série de reestruturações que impactam de sobremaneira o modus operandi da propriedade. Desafiador e ao mesmo tempo apaixonante, para quem não teme prosperar.

Assim como Jasão à procura do Velocino de Ouro, na mitologia grega, a aventura do pecuarista moderno é produzir o seu próprio “Novilho de Ouro” ou melhor dizendo seu novilho precoce. Mas, antes de continuar esta leitura, nobre leitor, peço licença para esclarecer que a beleza não está no produto final e sim no conceito de trabalho.

Conceito porque sua execução exige uma visão holística do negócio (guarde bem essa palavra, pois você vai ouvi-la muitas vezes nesta década),  dependerá daquilo que acontece no além-porteira. Da mesma forma que Jasão teve de enfrentar o desconhecido, o “neo-pecuarista” precisará desvendar os segredos por trás da produção de um boi bem acabado abatido entre os 24 e 36 meses, em meio a uma realidade que beira os 42.

218 views