IA: 10 serviços que você não pode deixar de conhecer

IA: 10 serviços que você não pode deixar de conhecer

Assim como ocorre no melhoramento genético de bovinos, onde se busca que o filho seja melhor do que os pais, as centrais de inseminação artificial tentam fazer jus à premissa e oferecer serviços exclusivos para os pecuaristas melhorarem a produtividade do rebanho.

Desta forma nasceu, por exemplo, o selo para identificação de touros mais indicados para uso na inseminação artificial em tempo fixo (IATF), uma iniciativa bem quista por profissionais do gabarito do professor Pietro Sampaio Baruselli, da Universidade de São Paulo, um dos profissionais mais renomados no assunto.

PecNética foi a campo e lista com exclusividade alguns serviços das centrais que você não pode deixar de conhecer. Pena que nem todas as empresas retornaram o contato, todavia, o compilado ficou bem interessante. Importante: isto não é um ranking. Os serviços foram alocados de forma aleatória.

423 views

Armadilhas por trás do TOP 0.1%

Armadilhas por trás do TOP 0.1%

A estação de monta chegou e com ela a ânsia do pecuarista adquirir a melhor genética bovina só aumenta. Com as edições dos sumários já consolidadas, os holofotes voltam-se aos touros melhor ranqueados. E aí mora o perigo!

O número decimal que designa o melhor reprodutor entre mil, pode esconder algumas pegadinhas. Atualmente, atua como um mindset, um poderoso gatilho mental que induz o subconsciente ao consumo deste material genético.

Mas, nem sempre um TOP 0.1% é o que a propaganda faz crer. É absolutamente comum e compreensível que um touro seja extremamente diferenciado em algumas DEPs e nem tanto em outras de grande impacto econômico.

2.337 views

Do tatu com cobra ao boi de qualidade

Do tatu com cobra ao boi de qualidade

Quem diria que hoje uma bezerra meio-sangue Nelore x Angus superaria R$ 2.000,00. Impressiona ainda mais ela ser utilizada como matriz.

Na década de 90, muito pecuarista não tinha destino a um bicho “desse”, quando a mestiçagem de raças enfrentava o primeiro demérito.

A primeira tentativa, frustrada, esbarrou no desconhecimento técnico dos pecuaristas e, em outros casos, fora negligência mesmo.

Como o cerne da pecuária brasileira é a produção a pasto, instintivamente qualquer reprodutor, mesmo sendo taurino, era desafiado lá naquele sol ardido de 42ºC à sombra.

651 views