Touro velho não faz pecuária boa

Touro velho não faz pecuária boa

Ainda hoje há uma boa reserva de sêmen de touros quase lendários, muitos dos quais avaliados acima de R$ 350 a dose. Aproveitando um bom bate papo com o médico-veterinário José Bento Sterman Ferraz, para uma entrevista pingue-pongue para a Revista AG, não perdi a oportunidade e o questionei sobre o assunto.

Contundente, o mestre e doutor em Genética e professor titular da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da USP não poupou críticas. Segundo ele, comprar uma genética dessa – e pagar caro por ela – é o mesmo que rasgar dinheiro. Isso, claro, pensando no efeito do melhoramento genético do rebanho.

Eu explico: seria o equivalente a desembolsar uma boa grana por um VW Santana 1996 do que por um Honda Civic, um Toyota Corolla ou ainda um Chevrolet Cruze, só porque o velho Santana era um dos melhores carros daquele tempo. Lembro que não falamos aqui da paixão de um colecionador pelo citado veículo e sim sobre a questão da potência e da tecnologia envolvidas no modelo.

1.817 views

Armadilhas por trás do TOP 0.1%

Armadilhas por trás do TOP 0.1%

A estação de monta chegou e com ela a ânsia do pecuarista adquirir a melhor genética bovina só aumenta. Com as edições dos sumários já consolidadas, os holofotes voltam-se aos touros melhor ranqueados. E aí mora o perigo!

O número decimal que designa o melhor reprodutor entre mil, pode esconder algumas pegadinhas. Atualmente, atua como um mindset, um poderoso gatilho mental que induz o subconsciente ao consumo deste material genético.

Mas, nem sempre um TOP 0.1% é o que a propaganda faz crer. É absolutamente comum e compreensível que um touro seja extremamente diferenciado em algumas DEPs e nem tanto em outras de grande impacto econômico.

2.337 views

Sem critério, líder do ranking seria castrado

Sem critério, líder do ranking seria castrado

Calma, ávido leitor, não se espante. O título ácido é apenas para realimentar uma velha discussão. Agir por impulso do marketing no momento crucial da decisão por determinado touro ou sêmen pode ser insalubre. Critico o fato de ainda hoje prevalecer a cultura de que o campeão é sempre o melhor em tudo.

O receptáculo responsável por resolver todos os problemas de um rebanho ou plantel. Aliás, equívocos como esse descredenciaram a pista como exclusiva formadora de touros de central. Traçando paralelo com o futebol, um touro campeão seria como Neymar Jr. Um ótimo goleador, mas talvez menos defensor e não tão bom goleiro.

Ou seja, o jogador, mesmo aquele talento nato, não vence campeonato sozinho. Contribui para o time. O touro, por sua vez, contribui para o plantel. Então, quando optar por um bom reprodutor, tenha ciência de suas deps e, principalmente, aquilo que deseja corrigir, potencializar ou eliminar no rebanho.

1.348 views